• +351 968 032 440

Nunca estabeleça um teto para os seus rendimentos

Esta regra também se aplica aos negócios de prestação de serviços em que, regra geral, as pessoas são remuneradas por horas trabalhadas.

Por isso, Advogados, Contabilistas, Consultores e outros profissionais, não são sócios das empresas onde trabalham, não partilhando dos lucros da empresa, preferindo a modesta situação de uma remuneração mais ou menos moderada.

Suponha que sendo comerciante recebia a encomenda de um cliente para 2 mil canetas brindes. Feliz e contente vende as canetas e amealha o lucro dessas 2 mil canetas.

Por outro lado, se for um Osteopata recomendado e de repente se depara com a situação de ter 2 mil clientes a tentar agendar consulta... O que faria? Lamentaria a escolha da profissão e diria: " quem me dera vendar canetas brinde" seria tão mais fácil! Ou ... Experimente deixar instruções à secretária para agendar consultas até Dezembro de 2020!

Não se trata de definir qual das duas ocupações será a melhor, ou se o tratamento com o cliente está adequado, trata-se de, ao definir a sua estratégia de crescimento financeiro, encontrar o melhor modelo de negócio que permita crescer sem limites!

É comum ouvirmos profissionais qualificados queixarem-se de que não estão devidamente assalariados. De que não recebem o que realmente merecem!
A questão que se coloca é, na opinião de quem? Do seu Patrão? Pois ele acredita que está a pagar o justo!

Porque não sai do esquema financeiro e pede que o seu salário seja feito com base no seu desempenho?

Não pode? Então por que não estabelece o seu próprio negócio? Por conta própria? Acredite, vai perceber imediatamente o quanto merece ganhar!

É claro que este conselho, não satisfaz grande parte das pessoas, pois morrem de medo de testar o seu real valor no mercado.

Pela minha experiência, vejo que a maioria daqueles que estão enraizados num emprego estável, tem uma programação passada que lhes diz que esta é a maneira "normal" de ser remunerado por seu trabalho.

Aconselho a adotar o seguinte esquema: 

- Escolha entre abrir o seu próprio negócio, trabalhar por comissão ou receber uma percentagem da receita, dos lucros ou das ações da empresa

- Qualquer que seja a sua decisão assegure-se de criar uma condição que lhe permita ganhar com base nos seus resultados.

 

Acredito que todas as pessoas deveriam trabalhar por conta própria em tempo integral ou parcial, de forma a cada um poder provar o seu valor e crescer sem limites!

Não esteja acomodado, lute por crescer financeira e profissionalmente. Não se limite a si próprio!

560 Visitas
Pedro Martins

Programador Web e Empreendedor

Email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Contacte-nos! Queremos Ultrapassar as suas expectativas!

  Mail is not sent.   Your email has been sent.
Top

ESPERE!

Inscreva-se e receba informações úteis do nosso Blog.

Mantenha-se atualizado!


Os seus dados não serão partilhados com terceiros e só serão utilizados para que receba artigos e novidades do BusinessPoint.PT durante 1 ano

Este website utiliza cookies.

Ao navegar neste website, você aceita a sua utilização. Saber mais.