• +351 968 032 440

Os Processos empresariais na era digital

Para alcançar um lugar de referência no mundo dos negócios é preciso, para além de uma missão clara, ética e humana,

ter consciência que poderá ser necessário mudar a estrutura da empresa para encontrar formas de consciencializar colaboradores e parceiros em torno de um modelo de negócios que correlacione o Off line com o On line; num mecanismo homogéneo, simples e digital.

O movimento que a transformação digital tem estado a provocar nas organizações tem sido rápido e disruptivo e inovador, pois os constantes avanços das tecnologias de informação, das ferramentas inovadoras e das novas necessidades das pessoas, têm viabilizado novos processos de transformação, obrigando os empresários mais atentos a moldarem os seus negócios com uma melhor atitude a novos segmentos do mercado.

A meu ver, a transformação digital tem sido uma excelente oportunidade para os empresários se diferenciarem dos seus concorrentes, para criarem modelos de atuação que aumentam a competitividade e o lucro: o crescimento dos seus negócios.

Neste sentido, qualquer estratégia digital precisa de ser incorporada na cultura da empresa, tenha ela a dimensão que tiver, pois a essência da transformação digital inclui conceitos (liderança, estratégia, gestão, etc.) que fazem parte da nova realidade das organizações espalhadas por todo o mundo.

À mote “pensar global, agir local” é necessário adicionar a regra de ouro: “eficiência operacional”. Na era que impera, os empresários portugueses têm de se convencer, uma vez por todas, que o benefício da eficiência operacional é uma das maiores urgências a aplicar, pois Portugal tem de se tornar eficiente, substituindo processos de realização manual (muitas vezes criadores de bolor) por fluxos de trabalho automatizados (agenda de reuniões, cobranças e pagamentos, serviços de pó-venda, follow-up, etc.); pela satisfação dos clientes!

É satisfatório que os empresários continuem a reforçar as suas culturas empresariais (tendo em conta o seu core business) tendo como base as tecnologias de informação bimodal, obrigando as estruturas a passar por mudanças de ordem processual, operacional e de gestão para, assim, viabilizarem o uso de ferramentas que geram impacto positivo nos negócios; nas pessoas. Ferramentas como a Cloud, a Big Data, Analytics, SEO Analyzer, entre outras, estão a gerar novos comportamentos, cargos e funções que integram novas soluções relacionadas com a inovação, que é parte imprescindível do planeamento dos negócios.

Da mesma forma, os departamentos de marketing (vendas, comunicação, preço, produto, etc.) têm de pôr em prática novas tarefas que são consideradas determinantes para esta fascinante era digital! Porém, mais do que sempre, é necessário continuar a conhecer os Clientes um a um, face to face; os seus hábitos e preferências, para lhes entregar os produtos e serviços ideais. Não obstante a robotização e o marketing digital, por exemplo, não nos esqueçamos de uma regra muito importante: se a “lista” é Rainha e o “conteúdo é Rei; o contacto pessoal é Deus…

SAIBA MAIS

88 Visitas
Luís Lopes

Consultor Financeiro

Email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Contacte-nos! Queremos Ultrapassar as suas expectativas!

  Mail is not sent.   Your email has been sent.
Top

ESPERE!

Inscreva-se e receba informações úteis do nosso Blog.

Mantenha-se atualizado!


Os seus dados não serão partilhados com terceiros e só serão utilizados para que receba artigos e novidades do BusinessPoint.PT durante 1 ano

Este website utiliza cookies.

Ao navegar neste website, você aceita a sua utilização. Saber mais.